Concurso MPU 2017: Edital para nível médio e superior em agosto! Até R$10mil

Excelente notícia para os candidatos que aguardam a abertura do concurso público do Ministério Público da União (Concurso MPU 2017). Acontece que o órgão já iniciou os preparativos para realização de um novo certame para nível médio e superior, funções de técnico e analista, respectivamente. De acordo com informações preliminares, a comissão formada (veja abaixo) trabalha para definir a organizadora ainda este semestre.

Uma boa notícia para os candidatos é que o concurso contará com vagas em todos os estados. Os quatro últimos editais do órgão foram organizados pelo Cespe/Unb, empresa que também favorita para organizar o concurso do MPU mais uma vez, já que a instituição cabe no orçamento destinado para a seleção, conforme informou o Ministério.

No dia 08 de março foi publicada no Diário Oficial uma portaria que forma a comissão que será responsável pela elaboração dos detalhes do edital do certame. A comissão responsável pelo concurso do MPU, que tem como presidente o procurador Blal Yassine Dalloul, trabalha para divulgar o edital no início do segundo semestre deste ano, mais precisamente em agosto, quando expira o prazo de validade do concurso válido para os cargos de técnico administrativo e analista de Direito. A comissão trabalhará no cronograma, definição das vagas, organizadora do concurso, entre outros detalhes.

Se o prazo de publicação do edital se cumprir, as avaliações devem ser aplicadas em outubro ou novembro. Como já é tradição nos concursos do órgão, as provas devem ser aplicadas em todas as capitais do país. As vagas também deverão abranger todos os estados.

Lembrando que para concorrer ao cargo de Técnico será necessário o nível médio completo. O salário do cargo é de R$ 6.167,99. Já para Analista será necessário nível superior. O salário inicial é de R$ 10.119,93. O quantitativo de vagas, além das áreas de cada cargo, serão divulgadas nas próximas semanas, mas a expectativa é que as funções sejam as mesmas do último certame, realizado em 2013, cuja validade será encerrada em novembro (técnico) e dezembro (analista).

A comissão será composta pelo servidor Blal Yassine Dalloul (presidente), Eloá Todarelli Junqueira, Sandra Roberta de Souza Oliveira, Tatiane Diniz da Silva, Denise Costa Recedive e Rayza Madlum de Paula.

Processo de remoção finalizado

Mais um passo para que o MPU inicie seu novo concurso público foi dado recentemente. Acontece que o órgão finalizou o processo interno de remoção, procedimento considerado essencial para definir a distribuição de vagas por áreas e localidades do novo certame.

O Concurso MPU 2017

O cargo de Analista do MPU terá missão de assessorar, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, os membros e as chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; atuar em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; assessorar os membros e as chefias em eventos oficiais, audiências e diligências; realizar avaliações e vistorias; realizar perícias quando formalmente designado pelo órgão competente; acompanhar o desenvolvimento de trabalhos periciais; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de dados; elaborar e analisar informações, certidões, declarações, laudos, pareceres, relatórios e documentos congêneres; elaborar minutas de atos administrativos e normativos; propor planos, projetos, programas, diretrizes e políticas de atuação; atuar em planos, programas, projetos e convênios; atuar na gestão de contratos quando formalmente designado; participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho; participar do planejamento estratégico institucional e dos planos da sua unidade de atuação; observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação; atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente; prestar informações sobre a localização e tramitação de processos e documentos; orientar quanto à aplicação das normas internas ou da sua área de atuação; contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho; orientar e 2 supervisionar estagiários e aprendizes; inserir dados e utilizar os sistemas de informação corporativos; observar e zelar pelo cumprimento dos prazos; realizar tarefas de expediente; realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos, procedimentos e documentos; manter e controlar o arquivo setorial; e executar demais atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente.

Já o Técnico do MPU terá que  auxiliar, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, os membros e as chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; atuar em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; auxiliar os membros e as chefias em eventos oficiais, audiências e diligências; elaborar e analisar informações, certidões, declarações, relatórios e documentos congêneres; elaborar minutas de atos administrativos e normativos; atuar em planos, programas, projetos e convênios; atuar na gestão de contratos quando formalmente designado; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de dados; participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho; participar do planejamento estratégico institucional e dos planos da sua unidade de atuação; observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação; atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente; orientar quanto à aplicação das normas internas ou de sua área de atuação; contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho; orientar e supervisionar estagiários de nível médio e aprendizes; inserir dados e utilizar os sistemas de informação corporativos; observar e zelar pelo cumprimento dos prazos; realizar tarefas de expediente; realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos, procedimento e documentos; manter e controlar o arquivo setorial; e executar demais atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente.

Em ambos os casos a jornada de trabalho será de 40 horas semanais.

Convocações são muitas

Em 2013, o concurso do MPU contou com 147 vagas, sendo 109 para o nível médio e 38 para o superior. Apesar disso, o número de contratações foi infinitamente superior. Acontece que foram realizadas nada menos que 4.153 convocações, sendo 2.609 de técnico administrativo (nível médio) e 1.544 de analistas da área de Direito.

Fonte: Notícias Concursos

 

 

Testemunho do aluno Waldemar


Caros,

Estou aqui para relatar minha breve experiência em concursos públicos, 8 meses de estudo até aprovação, um tanto rápido e inesperado até para mim, confesso, mas acima de tudo um relato para quem quer mudar ...

Clique aqui para ler o depoimento completo!