fbpx

Concurso Banco do Brasil

Privatização do órgão é descartada pelo novo presidente André Brandão, e tem edital previsto para novo concurso banco do brasil para 120 vagas

Para os concurseiros com pretensão de prestar para o concurso do Banco do Brasil, o presidente Jair Bolsonaro garantiu durante uma live (no dia 17 de setembro) nas redes sociais, que a instituição não corre o risco de ser privatizada durante seu governo, o que vai de frente com a intensão do ministro da economia Paulo Guedes de vender o banco.

No dia 22 de setembro, o novo presidente da estatal, André Guilherme Brandão tomou posse, em entrevista concedida a Agencia de Noticias Banco do Brasil, André falou que “privatização é pauta do acionista. Quem tem que decidir isso é o acionista e acho que o Bolsonaro mais uma vez já falou que não está em pauta (…)” e que “eu sou um executivo. Então eu estou indo lá para trabalhar junto com vocês, colaboradores do Banco do Brasil, para a gente gerir esse banco. Espero poder agregar com a minha experiência, somada a experiência que vocês têm, para a gente melhorar ainda mais esse banco”

De acordo com o portal Estadão, o edital deverá contar com uma oferta de 120 vagas para a área de tecnologia da informação. É provável de que seja exigido uma formação específica de nível superior com remuneração inicial de R$ 3.800 já considerados benefícios, a seleção deverá ser feita por meio de um programa de trainee, com acompanhamento por meio de monitores. Os interessados pela vaga poderão optar pelo local de trabalho, uma vez que a instituição estuda a possibilidade de manter um esquema de home office após a pandemia do Covid-19

O cargo de escriturário ainda não está confirmado para o próximo concurso do Banco do brasil, entretanto, caso o cargo seja confirmado, para concorrer é necessário possuir apenas nível médio, a remuneração inicial é de R$ 4.036,50 (já considerado auxilio-alimentação)  para uma jornada de 30 horas semanais.

É sabido que o Banco do Brasil concede outros benefícios, como participação nos lucros ou resultados, vale transporte, auxilio-creche, auxilio a filho com deficiência, previdência privada, e a possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional.

 

Expectativa

 

O último concurso do Banco do Brasil ocorreu em 2018 para o preenchimento de 60 vagas de escriturários em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, sendo que 30 delas era para preenchimento imediato. Mesmo sendo um concurso tão recente, a carência de servidores é grande, inclusive em São Paulo, Estado comtemplado na última edição.

A expectativa é de realização para concursos não apenas para São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito federal, mas também para Minas Gerais, Amazonas, espírito Santo, rio Grande do Sul, Santa Catarina, Alagoas, Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará e Tocantins.

No último concurso do Banco do Brasil foi cobrado questões de Língua portuguesa, Língua inglesa, matemática, atualidades do mercado financeiro, probabilidade e estatística, conhecimentos bancários e informática.

 

O que faz um Escriturário?

 

Comercialização de produtos e serviços do Banco do Brasil, atendimento ao público, atuação no caixa (quando necessário), contatos com clientes, prestação de informações aos clientes e usuários; redação de correspondências em geral; conferência de relatórios e documentos; controles estatísticos; atualização/manutenção de dados em sistemas operacionais informatizados; execução de outras tarefas inerentes ao conteúdo ocupacional do cargo, compatíveis com as peculiaridades do Banco do Brasil.

Acesse: Preparatório Banco do Brasil e comece já a se preparar!

Fonte: JC CONCRUSOS