fbpx

Concurso INSS: Disciplinas do edital de 7.575 vagas!

O pedido enviado ao Ministério da Economia para um novo concurso INSS com uma oferta de 7.575 vagas confirma as matérias que podem ser cobradas no edital, veja só:

O pedido de concurso INSS enviado ao Ministério da Economia é para o preenchimento de 7.575 vagas, considerando o número de cargos que estão vagos e a necessidade de recomposição do quadro permanente do INSS, a distribuição de vagas para os cargos é de 6.004 para técnicos e 1571 para analistas! 

Quem deseja ingressar no INSS como técnico do seguro social, cargo que exige apenas nível médio, ou então como analista do seguro social, cargo que exige nível superior, deve estudar as seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa;
  • Raciocínio Lógico;
  • Informática;
  • Noções do Regime Jurídico Único;
  • Código de Ética do Servidor Público;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo; e
  • Sistema de Seguridade Social.

O cargo de analista deve contar com questões sobre conhecimentos específicos segundo a especificidade oferecida no edital.

Caso o concurso seja autorizado os aprovados ganharão uma remuneração inicial de cerca de R$ 5.447,78 para técnicos e R$ 8.357,07 para analista.

Diretor confirma nível médio para técnico

O pedido enviado à Economia havia além do número de vagas a sugestão de alteração na escolaridade do cargo de técnico, passando de nível médio para superior, o que chamou atenção de muitos concurseiros, por isso o diretor de Gestão de Pessoas e Administração do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Rogério Souza, confirmou a escolaridade de nível médio para o cargo de técnico do seguro social.

“Não haverá alteração de escolaridade. Essa foi apenas uma sugestão. Um próximo concurso deve exigir o nível médio para o técnico”, disse.

Segundo Rogério a abertura do concurso é importante para substituir 3 mil temporários (militares e civis aposentados), que foram admitidos ano passado e que os contratos vencem no final do ano de 2021, além de também as aposentadorias de servidores previstas para o mesmo prazo.

“O pedido de concurso foi enviado ao Ministério da Economia e agora aguardamos uma posição. Entendemos que outros órgãos da Administração Pública Federal também encaminharam suas solicitações e precisam reforçar os seus quadros. Temos que aguardar e vamos respeitar a questão orçamentária”, disse o diretor.

Cargos

Analista do Seguro Social

  • Áreas: Serviço social (463 vagas), Reabilitação Profissional (702) e Recomposição do Quadro de Aposentados até 2023 (406).

Técnico do Seguro Social

  • Áreas: Análise Reconhecimento de Direito RGPS (2.938 vagas), Combate à Fraude (734), Serviço de Apoio ao Reconhecimento de Direito (216), Serviço de Atendimento de Demandas Judiciais (40), Serviço de Cobrança Administrativa (34), Análise Reconhecimento de Direito RPPS (46) e Recomposição do Quadro de Aposentados até 2023 (1.996).

Presidente está otimista para a autorização

“Vamos precisar sim fazer o concurso para substituir temporários e servidores que estão se aposentando. Estamos bem otimistas que teremos a autorização.”

A assessoria de Imprensa do INSS confirmou que foram 10 mil vagas solicitadas, porém segundo o presidente, no curto prazo a maior necessidade é de 3 mil temporários que terminarão seus contratos no final de 2021 e os aposentados dos últimos anos.

“É um número que, a cada ano, vai tendo uma nova demanda por conta das aposentadorias. O INSS tem um percentual razoável de servidores que já está em abono de permanência, ou seja, que já está em condições de se aposentar. Isso faz com que haja uma preocupação de termos concursos. De inclusive ter uma reserva para eventuais contratações futuras”, expôs Rolim.

Assim sendo o instituto necessita de um número maior que 3 mil vagas para reposição dos temporários, “Para longo prazo o volume é bem maior”, apontou o presidente do INSS.

O último pedido enviado em 2018 para autorização do concurso também demandava 10 mil vagas, dentre elas 2 mil foram para cadastro de reserva do concurso anterior (que ainda estava vigente) e 7.888 vagas em um novo edital.

Nessa solicitação de 2018 3.984 vagas eram para técnico (nível médio), 1682 vagas para analista (nível superior) e 2.212 vagas de médico perito (nível superior), porém desde 2019 essa última carreira não faz parte do quadro de pessoal do INSS.

Déficit no INSS

O atual déficit de pessoal é de 22 mil servidores, faltam 20.309 técnicos, 2.377 analistas e as remunerações iniciais são de R$ 5.186,79 e R$ 7.659,87 respectivamente.

O indicativo de que a autorização do concurso seja concedida é de que em 2022 serão encerrados os contratos dos servidores aposentados e militares inativos temporários, selecionados no ano passado para zerar a “fila” da Previdência, assim para continuar os atendimentos, o instituto precisa contar com novos servidores aprovados no concurso público.

É um fato que não há servidores suficientes para atender ao expressivo número de processos, e uma solução encontrada foi por meio do digital e para o Presidente do INSS, Leonardo Rolim:

“O foco é que o INSS atenda de forma mais ágil às demandas do cidadão. Maior desafio para o segundo semestre é o cumprimento dos prazos. Estamos fazendo uma série de ações para conceder os benefícios de forma mais célere”

Concurso INSS 2022

Depois desse processo o novo pedido de edital será enviado para análise do Ministério da Economia que é o órgão responsável por analisar pedidos de concurso e ceder o aval. Assim, todo os órgãos vinculados ao Poder executivo Federal, como o INSS, precisam deste aval para fazer contratações.

Esse é um dos editais mais aguardados da área Administrativa, por isso a expectativa é de que as vagas sejam bem concorridas, de forma que quem estuda com antecedência tem mais chances.

O último pedido de concurso encaminhado em 2018 pelo INSS demandava mais de 10 mil vagas que era o déficit de servidores da época, desse total mais de 2 mil dos provimentos solicitados eram referentes à chamada de aprovados excedentes do concurso anterior, e 7.888 vagas em um novo edital.

Último Concurso INSS

O último concurso para técnicos e analistas realizado entre 2015 e 2016 ofereceu apenas 950 vagas e atraiu mais de 1 milhão de inscritos, resultando num número 1.043.815 pessoas concorrendo ao cargo de técnico de 800 vagas, e 43.989 concorrendo à analista de 150 vagas.

Os candidatos a técnico foram avaliados por meio de prova objetiva com 120 questões sobre

  • Ética no Serviço Público,
  • Regime Jurídico Único,
  • Noções de Direito Constitucional,
  • Noções de Direito Administrativo,
  • Língua Portuguesa,
  • Raciocínio Lógico,
  • Noções de Informática, e
  • Conhecimentos específicos.

Para analistas foram cobrados as disciplinas de

  • Português,
  • Raciocínio Lógico,
  • Noções de Informática,
  • Direito Constitucional,
  • Direito Administrativo,
  • Legislação Previdenciária,
  • Legislação da Assistência Social, e
  • Saúde do Trabalhador e da Pessoa com Deficiência.

Como você leu na matéria o pedido que está para sair é um pedido grande e será muito concorrido, por isso não deixe pra depois a sua preparação, comece agora! Conheça o nosso preparatório para o concurso INSS

Venha se preparar com a Unicursos! Conheça nossos cursos preparatórios, entre em contato com nossas consultoras: 

(12) 99650-4674

3909-5800

Fonte: 

Folha Dirigida



Open chat