fbpx

Concurso TJ e MP: Conheça os cargos

Os concursos do Tribunal de Justiça de São Paulo e do Ministério Público são concorridos, principalmente para os cargos de ensino médio, mas quais são as atribuições dos cargos? E as remunerações? Fizemos um breve resumo de cada cargo com algumas informações sobre o concurso, leia mais:

 

Escrevente Técnico Judiciário

 

O que faz?

 

O escrevente lida de forma direto com processos, seja emitindo documentos como mandados e ofícios, preparando expedientes e fazendo fichamentos para acompanhar a situação de tais processos. O trabalho também envolve autuar petições, expedir cartas, atendimento ao público e a advogados.

Segundo o código de Processo Civil, artigo 141 integram as funções do escrevente:

  • Redigir ofícios, mandados, cartas e outros documentos;
  • Executar ordens judiciais;
  • Comparecer às audiências;
  • Ter sob sua guarda e responsabilidade os autos dos processos que acompanha.

De forma resumida, o Escrevente Técnico Judiciário atua nos cartórios dos Fóruns e o trabalho consiste em cumprir os despachos do juiz e dar andamento nos processos.

 

Perfil de um escrevente

Segundo profissionais da área, se você tem os requisitos do edital para prestar o concurso, você tem capacidade de ser um escrevente, entretanto pessoas com maior habilidade e capacidade de interação social, atendimento ao público e relacionamento com colegas, tende a se dar melhor com o trabalho.

 

Requisitos para ser um escrevente

 

  • Ter concluído, até a data da posse, o Ensino Médio
  • ser brasileiro nato, naturalizado ou gozar das prerrogativas previstas no artigo 12, § 1º da Constituição Federal;
  •  ter 18 anos de idade completos até a data do encerramento das inscrições;
  •  ser eleitor e estar quite com a Justiça Eleitoral;
  •  estar em dia com as obrigações do Serviço Militar;
  •  não ter sido condenado por crime contra o patrimônio, a Administração, a fé pública,os costumes e os previstos na Lei nº. 11.343 de 23.08.2006;
  •  não ter sido condenado por ato de improbidade previsto na Lei nº 8.429/92;

Remunerações e benefícios

O salário inicial do cargo é de R$ 4.706,53, porém esse valor pode chegar a R$ 6.193,73 com benefícios de:

  • R$ 900 de auxílio-alimentação;
  • R$ 330 de auxílio-saúde; e
  • R$ 167,20 de auxílio transporte.

Jornada de trabalho

A jornada de trabalho de um Escrevente Técnico Judiciário é de 40 horas semanais, 8 horas por dia das 10 às 18h com meio hora para o almoço e tolerância de 15 minutos.

Último Concurso Público para escrevente

O último concurso foi realizado em 2017 contemplando 590 vagas distribuídas entre as 1ª e 4ª Regiões além da cidade de São Paulo. As ofertas ficaram nas Circunscrições Judiciárias com sede em Campinas, Jundiaí, Bragança Paulista, Mogi Mirim, Rio Claro, Limeira, Pirassununga, Piracicaba, São João da Boa Vista, Americana, Amparo, São Bernardo do Campo. Santo André, Osasco, Guarulhos, Mogi das Cruzes e Itapecerica da Serra.

A primeira etapa foi uma prova objetiva contou com 100 questões múltipla escolha abordando conteúdos de língua portuguesa; direito penal, processual penal, processual civil, constitucional, administrativo, normas da CGJ; atualidades, informática, raciocínio lógico e matemática.

A segunda etapa os candidatos que foram convocados realizaram um teste prático de digitação e formação de texto no Microsoft Word.

Oficial de Promotoria

O oficial de promotoria é responsável pelas principais rotinas administrativas dentro da promotoria, ele faz um controle de registros, atende ao público sobre autos de processos judiciais e garante que os documentos oficiais relativos aos membros do Ministério Público estejam em ordem. Também tem como função redigir textos oficiais como laudos e certidões.

Perfil do profissional

O Oficial de Promotoria precisa ser minucioso para evitar que erros em documentos oficiais passem despercebidos, o que requer também responsabilidade. Um outro fator é a comunicação, para atender ao público é ideal que o servidor saiba se relacionar e se comunicar bem.

Requisitos e remuneração

a) ser brasileiro nato, naturalizado ou cidadão português a quem foi conferida igualdade, nas condições previstas no artigo 12, inciso II, § 1º, da Constituição Federal de 1988;

b) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, na data da posse;

c) estar em dia com as obrigações do Serviço Militar, se do sexo masculino;

d) estar em situação regular com a Justiça Eleitoral;

e) possuir Ensino médio completo na data da posse;

f) possuir, na data da posse, os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo;

g) não registrar antecedentes criminais;

h) gozar de boa saúde física e mental; 4 4.1. A entrega dos documentos comprobatórios das condições exigidas no item anterior será feita na data da posse

A remuneração inicial é de R$ 5.044,80 e o valor inclui salário básico de R$ 4.095 e os seguintes benefícios:

  • R$ 710 de auxílio-alimentação
  • R$ 10,90 de auxílio-transporte por dia
  • E existe também a possibilidade de um auxílio-creche de R$ 230 para servidores que tenham filhos de até seis anos ou deficientes.

Último concurso

O último concurso ofertou 73 vagas imediatas além da formação de cadastro de reserva, dentro do total de vagas oferecidas 32 eram para a capital, a banca foi a VUNESP.

O concurso contou com duas fases, a primeira fase foi uma prova objetiva contendo 35 questões de Língua Portuguesa, 20 de Noções de Direito, 15 de Matemática e Raciocínio Lógico e 10 de Atualidades.

A segunda fase foi uma prova prática de Digitação

 

Você acredita ser possível estudar para a prova do TJ SP e para o MP ao mesmo tempo? Nesta quinta-feira teremos uma live com a Professora Renata Sonnewend às 19h no nosso canal do YouTube abordando todos esse temas e destrinchando o concurso pra você não ficar com dúvidas. Anote na agenda!

Acesso da live a partir do link: É POSSÍVEL ESTUDAR PARA O CONCURSO DO TJ E DO MP AO MESMO TEMPO? 

Quer começar a se preparar para estes dois concursos públicos? Acesse: Preparatório Unicursos, ou entre em contato (12) 99650-4674