fbpx

Concurso TRF 2020: veja os tribunais que poderão abrir vagas

O ano de 2019 foi movimentado para os Tribunais Regionais Federais, com a publicação dos editais para a área de apoio do TRF3 e TRF4 e os avanços na criação do TRF6. Mas, quais serão as novidades dos tribunais para 2020?

Apesar de muitos TRF’s ainda contarem com concursos em validade, tanto para servidores, como para juízes, há a expectativa de abertura de novas vagas no próximo ano. FOLHA DIRIGIDA fez um levantamento da situação dos concursos para servidores e juízes em cada um dos Tribunais Regionais Federais.

Confira na lista abaixo quais TRFs terão possibilidade de abertura de novos concursos ao longo do próximo ano.

TRF1

Uma das principais apostas para 2020 é o concurso para o cargo de juiz federal substituto do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O tribunal tem jurisdição no Distrito Federal e nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins.

A expectativa era de que o edital do concurso saísse ainda este ano, em dezembro. No entanto, a comissão do concurso ainda não foi constituída, tampouco a organizadora foi definida.

(…)

TRF6

Outro concurso que pode sair em 2020 é o do Tribunal Regional Federal da 6ª região, cujo projeto de criação já foi entregue ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Se aprovado, o TRF6 será instalado em Minas Gerais.

A proposta é que o novo Tribunal Regional Federal atue como um desmembramento do TRF1. Para isso, foi desenhado um modelo de reestruturação judiciária, que permitirá que o TRF6 absorva 40% da carga processual do TRF1; sem aumento das despesas.

A proposta utiliza como base a realocação de magistrados, servidores, contratos e imóveis. Ainda assim, a expectativa é que seja feita a abertura de um novo concurso para complementação do quadro de servidores do tribunal. O concurso TRF6 deverá oferecer vagas para a área de apoio a magistratura.

A boa notícia é que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, não só concorda com a necessidade do novo tribunal, como se mostrou favorável à proposta. Maia classificou o projeto como “justo e legítimo”.

Além disso, o presidente reforçou que a criação do TRF6 não acarretará grandes impactos orçamentários.

 

LEIA MAIS

 

Fonte: FOLHA DIRIGIDA