fbpx

Estudo das vírgulas: regras para acertar em qualquer prova

A pontuação – especialmente o uso da vírgula – é tema constante nas provas de concursos públicos e dominar as regras é fundamental para um bom desempenho em Língua Portuguesa

 

Olá! Tudo bem com você? E com os seus estudos?

Se você quer ficar “craque” no uso da vírgula, é importantíssimo saber razoavelmente a análise sintática (os termos de uma oração e orações coordenadas e subordinadas). Preparei um resumo sobre o que mais é cobrado em pontuação – especificamente no uso da vírgula – para que você possa começar a resolver muitas, muitas questões referentes ao uso das vírgulas (lembrando sempre que resolver exercícios é a chave do sucesso!).

Aqui, você também poderá observar os termos da oração que devemos dominar para resolver as questões com segurança.

Uma dica minha gente: vamos estudar o uso da vírgula seguindo a ordem dos tópicos abaixo! Isto facilitará o seu entendimento.

Então, vamos lá!

 

A vírgula é mais utilizada nas seguintes situações :

1) para separar termos com mesma função sintática (Núcleos do Sujeito ou do Objeto).

Por exemplo:

O apartamento tem três quartos, sala, cozinha, dois banheiros, uma lavanderia  e uma linda varanda.

Professores, alunos, pais e diretores participarão das reuniões.

Obs.: entre o penúltimo e o último termo, a conjunção “e” deve substituir a vírgula.

 

2) Também utilizamos vírgula para isolar elementos intercalados, como:

 

a) Adjuntos adverbiais (Você tem que saber o que é um Adjunto Adverbial):

Os candidatos fizeram , com muita facilidade, a prova.

O deputado, na semana passada, alugou um apartamento.

b)  Vocativo:

Cristina, abra essa porta!

Não adianta reclamar , Calvin, isso não resolver o problema!

c) Aposto Explicativo:

Pedro Paulo ,o atacante do time, conseguiu ser transferido…

O sonho de Isabelle era conhecer Tegucigalpa, a capital de Honduras.

d) Conjunções Coordenativas Intercaladas (adversativas e conclusivas com muito mais frequência):

Trabalharam muito por um ano, eles têm, portanto, direito a férias .Márcia não pagou, porém, as contas mais urgentes.

e) Outras utilizações muito importantes:

• Na indicação de elipse de um verbo: Lívia comprou flores; Alvaro, chocolates.

• Na separação de orações intercaladas: Os gregos, insistia ele, não eram democráticos.

• Na separação de orações coordenadas assindéticas: Aquele motorista buzinou e foi andando, não desacelerou, não parou na faixa de segurança.

• Nas orações coordenadas adversativas, conclusivas, explicativas e em algumas orações alternativas: Márcia pagou todas as contas, mas não pôs ordem na casa.

• Na separação de orações subordinadas adverbiais, quando estivem antes da oração principal: Embora eles tivessem condições, não compraram o automóvel.

• Para isolar orações subordinadas adjetivas explicativas: Os livros , que foram traduzidos por Andréa Rodrigues, fizeram muito sucesso.

 

Há outras regras ? Claro! Muitas outras situações ainda existem, mas devemos dominar essas primeiro! Esses casos são os que caem com muito mais frequência nos principais concursos.

 

“Bora” estudar vírgulas???

 

Bons estudos!

Até a próxima! 

 

CURSO BÁSICO COMPLETO DE PORTUGUÊS COM O PROFESSOR ÁLVARO. TENHO INTERESSE! 

 

 

AULAS GRATUITOS DE PORTUGUÊS COM PROFESSOR ÁLVARO FERREIRA