fbpx

Presidente Jair Bolsonaro fala sobre concursos e dá ênfase a PF e PRF

O presidente Jair Bolsonaro deu declarações neste sábado, dia 22, sobre a realização de concursos públicos federais. Foi cauteloso sobre as autorizações, mas revelou que as seleções da Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) serão exceções  na política de contenção de gastos do governo, devendo ser abertas.

“Paulo Guedes decidiu basicamente  que poucas áreas terão concurso, porque não tem como pagar mais. O problema é esse. A gente até gostaria de uma área ou outra. Abri uma exceção para a Polícia Federal e a  Polícia Rodoviária Federal”, revelou Bolsonaro.

A PF e PRF já solicitaram concursos públicos em 2019. A PRF pediu 4.435 vagas para cargos de nível médio e superior. Segundo confirmou  a Assessoria de imprensa, a demanda visa ao provimento de 4.360 vagas de policial rodoviário federal. O cargo é destinado a graduados de qualquer área e tem ganhos de R$ 10.357,88.

As demais 75 oportunidades são para agente administrativo, de nível médio. A remuneração é de R$ 4.022,77.

A PF ainda não confirmou o quantitativo de vagas, bem como o detalhamento dos cargos. A expectativa é que esse pedido contemple vários cargos, além da área administrativa.

Os cargos policiais na PF destinados a graduados em qualquer área são agente, escrivão e papiloscopista. Os ganhos são de R$ 12.441.26.

Já delegado e perito, destinados a graduados em áreas específicas têm remuneração de R$ 23.130,48. O agente administrativo da PF é destinado a quem possui nível  médio e tem remuneração de R$4.710,76. 

 

Especialistas acreditam em autorizações

Na visão de especialistas, o cenário é positivo para os concursos na área de Segurança, tem em vista o discurso do presidente Jair Bolsonaro, de reforçar o combate ao crime organizado, ao tráfico de drogas, sobretudo nas fronteiras, e à corrupção, por meio da Operação Lava Jato.

 

Leia mais…

 

Fonte: FOLHA DIRIGIDA